segunda-feira, 2 de novembro de 2015

CULTIVO DE HEMEROCALES NO RECANTO LAGOA DA COLINA

Iniciamos em 2014 no Recanto Lagoa da Colina iniciamo cultivo de Hemerocales adquiridas na EXPOVILlE - 
CENTRO DE CONVENÇÕES E EXPOSIÇÕES, de joinville/SC, durante a Festa das Flores de 2013 e 2014. São mais de 30 variedades, com seus nomes, que aqui ainda não faremos este registro nem estão todas representadas.



























sábado, 12 de setembro de 2015

REMEMBER OU MEMÓRIA VIVA

Em cada ocasião, em cada oportunidade, cotidianamente, em que eu estiver à mesa, com uma lacuna..., quando eu estiver no descanso, no lazer, nas lides domésticas, no preparo da alimentação, com a "família", no Trabalho, em casa, deitado na cama, viajando... E então perceber-me sozinho, com os lugares vazios, com lacunas não preenchidas, com diálogos e respostas no ar, monologando, na "sofrência"...
 
Então lembrarei, também, de ti, da nossa convivência, do teu olhar, das tuas palavras, das tuas interrogações, do nosso diálogo, do teu carinho, da tua dedicação, da tua paciência, do teu desdobramento para que houvesse harmonia, convivência saudável, bem estar da Família, amor!
 
Mas lembrarei, ainda, que eu errei, fiz feio, mas não errei sozinho, e nem cometi o pior pecado de todos! Neste contexto lembrarei também que reconheci os meus erros, que os confessei, que não sabia o que fazer com eles, mas que me arrependi..., que procurei corrigir a minha vida e a minha caminhada! E mais, "Aquele que dentre vós estiver sem pecado seja o primeiro que lhe atire pedra"! (João 8.7).
 
Depois lembrarei que todo o meu esforço não foi suficiente para eu contar com a tua compreensão, com o teu perdão e com a busca de reconstruir a nossa relação e a sua necessária transformação. Lembrarei que nada, absolutamente nada, pôde ser considerado... Nem os aspectos mais positivos e abençoados que vivemos, que fizeram parte da nossa História. Nem a busca de mudança  de consciência, de postura e de direcionamento da minha vida.

Passados um ano e dez meses de uma crise conjugal desencadeada, e um ano e três meses que saí de casa, vindo acampar naquele que seria um projeto nosso..., no campo, superadas os desafios de tal ação, de construir, ter um mínimo de condições decentes de viver, e superado a mim mesmo, o meu amor só fez crescer por ti. Quando eu tinha tudo para enveredar pelo caminho  do egoísmo... (por onde eu trilhara por uma fatia significativa das nossas vidas), o largo caminho da devassidão, dos vícios da carne, do pecado... foi o momento em que pude realmente avaliar os rumos que tomavam a minha caminhada e a minha vida, e, graças a Deus, tive muita luz, compreensão e determinação para corrigir os rumos da falsa liberdade que tomava a minha jornada...
 
Diante do exposto, não me resta nada mais a fazer, a não ser entregar e confiar no Senhor Deus (o que já tenho feito a mais de ano), para que Ele dê a direção, o rumo, a colheita... Se houver culpa ou qualquer consequência futura não será mais minha. Que se faça a Sua vontade! O Senhor Deus me mostrou que Ele deve ser a prioridade absoluta da minha vida, que nada é motivo de ansiedade e desespero, pois Ele tem o controle de todas as demais questões... Amém!

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

TUDO... TE RECORDA!

Tudo ao redor recorda a ti
As memórias
As nossas Filhas
A nossas casas
Os nossos carros
O nosso Trabalho
Os livros
O jardim
As flores
As cores
O perfume

E a tua ausência
A tua distância
O teu silêncio
A tua indiferença
A tua acomunicação
Me deixam moído...

Tentei distrair-me...
Respirar outros ares
Experimentar possibilidades
Mas não dá!

Tudo está tão presente
Tão fresco
Tão recente
Tão vivo!

Quem és tu...
Diante do infinito Universo?
Nada, nada, nada!
Mas é o nada...
Pelo qual anseia o meu coração!


sexta-feira, 12 de junho de 2015

DIA D@S NAMORAD@S


Pra  além de onde, como e o quanto errei, e não foi pouca coisa, 
e com consequências muito nefastas, estou aqui 
para fazer algumas assertivas.

Tudo o que vivemos, bom ou ruim, tem consequências, as mais diversas... E o homem, entregue ao egoísmo e à impostura, vai de mal a pior, por “caminhos de morte”. E este caso fui eu! Contando hoje com a misericórdia divina, que aprumou minha vida, me ensinando ou recordando detalhes que eu descuidei ou não tomei consciência, preferindo seguir o “embalo do momento”, até o dia que o Senhor tratou comigo. Não estou pronto, estou sendo “forjado” (2 Tm 2.20ss), mas em nem um momento reclamo dEle!

E olhando para ti, não sei tudo o que tens feito com a tua vida. Independente de onde tenhas colocado teu “coração”, tua alma, teu entendimento, tua força, teu projeto de vida, tuas metas e objetivos... A vida ainda prossegue. A mim, a priori, não interessa e, ainda que seja motivo de dor... (1Pe 3.17), não se trata de uma propriedade. E se fosse uma posse, sabemos que nem às coisas devemos nos apegar, “pois tudo passa... nós passamos” (Sl 90.10). Não é da minha alçada, mas do Pai Soberano, que conhece, sabe tudo e esquadrinha os nossos corações e prova os nossos pensamentos (Jr 17.10 e Is 43.10).

Eusinho, nesta hora, e em todas as horas que me fossem dadas viver, gostaria de estar contigo, convivendo, partilhando, de forma transparente, com todas as consequências que implica esta realidade!

Gostaria de fazer parte de cada cantinho do teu coração, do teu palpitar, do teu sentir, do teu amor!

Gostaria de fazer parte de cada milímetro da tua alma, dos teus almejos, dos teus sonhos, das tuas construções...

Gostaria de fazer parte de teu entendimento,  das tuas experiências e vivências, da tua compreensão da vida e da sua efemeridade!

Gostaria de somar contigo as forças em tudo o que é verdadeiro, respeitável, amável, justo, puro, louvável, bom, virtuoso, bom... e viver em paz!

Gostaria, enquanto me fosse dado vida, até o dia da morte, de estar contigo, vivendo tudo o que nos fosse permitido, enfrentando os nossos limites pessoais, as nossas falhas, os desafios, os problemas, as tarefas, as sofrências, as lutas, “derrotas” (que são apenas processo de aperfeiçoamento para coisas melhores), as vitórias, a a intimidade e a socialização. Estar contigo, em tudo isto, em comunhão de corpo, alma e espírito!

Isto é sufoco? Não, não mesmo! É liberdade pura, a liberdade dos filhos e filhas de Deus (Gl 5.1 e 13; Tg 2.12s; 1Pe 2.16).

Gostaria..., porém não me é facultado viver, entender e decidir em teu lugar, pessoal, por ti! Apenas digo e afirmo que tu és o primeiro e último amor da minha vida terrenal, ainda que muitos 'amores' se atravessem no meu caminho! Enquanto isto, ainda que meu ser seja impaciente, ansioso, apressado, sequioso... fico aqui descansando nAquele que tudo sabe e que tudo pode.

Feliz dia d@s namorad@s!

Sergio Bucco

terça-feira, 12 de maio de 2015

ESCLARECIMENTO SOBRE A MORTE


Isto não é um tratado, é apenas uma brevíssima nota.



Quando postei sobre MORTE no dia 07/05/15 (no Facebook), estava querendo tratar da AMBIGUIDADE DA VIDA. Morrer tem vários sentidos.

Podemos estar "VIVO MORTOS"! Vivendo porém sem as expressões própria de quem vive, respira, busca, realiza, transforma, convive... alça voo!

Podemos ESTAR VIVOS, mas enfrentando  realidades de morte, as mais diversas, sob os diferentes aspectos, como mentais, físicos, espirituais...

Tem a morte física que pode ser uma LIBERTAÇÃO, um findar das funções biológicas do nosso corpo.

Tem a morte espiritual que se dá ainda em vida e pode passar para a continuidade da existência na eternidade. Isto seria a tragédia...

Tem  a morte de nossos vícios. E penso que não precisarei enumerá-los aqui! Eu, por exemplo, tenho os meus e estou procurando morrer para eles, ou matá-los de minha vida! Seja como for, quero eles longe da minha peregrinação terrenal...


Viver e viver plenamente pode ser uma opção de vida!
O Senhor Jesus falou: "Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância" (João 10.10). Mas este é um outro nível de conversa. Como se diz: "São outros quinhentos"!

Como lembra o salmista: "Pois ele conhece a nossa estrutura e sabe que somos pó. Quanto ao homem, os seus dias são como a relva; como a flor do campo, assim ele floresce; pois, soprando nela o vento, desaparece; e não conhecerá, daí em diante, o seu lugar" (Salmo 103.14-16).

                            Sergio Bucco – Candói, 12/05/15.

quarta-feira, 6 de maio de 2015

INCÔMODO & INDIFERENÇA


Euzinho...
Eu não tenho alegria alguma de reafirmar que estamos em GREVE, fazendo a resistência a um governo que conseguiu afundar o terceiro Estado mais rico da federação!

Não gostaria de estar postando nada sobre o governo ditador do Paraná! 

Não gostaria de falar das suas mentiras e eternas pinoquices!

Não queria mostrar o assalto e roubo da nossa Previdência!

Não me sinto nada bem em relembrar a violência gratuita e massacre que sofremos a uma semana em Curitiba, a mando do desgoverno Beto Richa!

Não me sinto a vontade ao mostrar rostos... corpos inteiros mutilados com cassetetes, mordidas de cachorros pitibul, bombas de gás pimenta e lacrimogêneo, atiradas até de helicóptero, sobre pessoas desarmadas, que lutavam apenas para defender o que é seu por direito!

Não gostaria de afirmar que a Educação foi apenas tema de discurso eleitoreiro falacioso!

Não queria de dizer que a Educação Pública está em agonia, desmoralizada, humilhada por um pia de apartamento, mimado e irresponsável com a coisa pública!

Eu não penso em tirar proveito algum desta situação, mas é possível tirar vários lições sociais, econômicas, culturais, ambientais e políticas deste quadro paranaense!

Eu não queria perturbar os cidadãos eleitores..., conscientes, participativos, incomodados e indiferentes deste Estado!

Mas é como está pensada, decidida, posta e determinada a nossa realidade paranaense, justamente por aqueles que elegemos para nos governar! Ops! Eles são nossos governantes, mas não tive a tristeza de ter votado em nem um deles! Aliás, em tempos eleitorais nos esforçamos para mostrar a falência do Estado do Paraná e a falácia daqueles/as que caem de para quedas apenas para buscar o voto dos eleitores, mas que não tem nem um compromisso com a cidadania! Para estes, Povo é bom só em tempo de Eleição, depois é chute no bundão!

Não gostaria de reescrever esta memória, mas é assim!

segunda-feira, 4 de maio de 2015

ILUSÃO*


"Uma vez eu tive uma ilusão
E não soube o que fazer com ela!"
Mas ela soube: matou...
Por quê? Porque...
A ilusão cria miragens.
A ilusão nos cega.
A ilusão nos torna indiferentes...
A ilusão cria castelos no ar!
A ilusão acaba com a relação...
A ilusão é egoísta!
A ilusão cria ou reforça doenças
da alma e até físicas!
A ilusão tem o poder de matar!
A ilusão é um passo do inferno!
'A ilusão é doce, mas os seus
frutos são amargos!'
E apesar de passarmos por ela,
Com ela podemos aprender...
E ressuscitar!
------------------------

* Sergio Bucco

segunda-feira, 20 de abril de 2015

PROJETO DE VIDA FRACASSADO - SÓ QUE NÃO!


 Aos olhos humanos, aparentemente,
o “meu” Projeto de Vida foi (ou é) um fracasso.
Uma decepção, uma frustração...
Mas estou “passando pelo deserto”
e Deus está tratando da “minha” questão.
Ele está me quebrantando.
Ele está perdoando a minha obstinação...
Ele está me ensinando em Sua Escola.
Ele está fazendo as correções...
Ele está me provando.
Ele está me curando...
Ele está me fortalecendo.
Ele está me abençoando!
Ele está me dando Alegria!

Porque se fosse para continuar o “quadro” pintado do jeito que estava,
tendo como base a mesquinharia, a mentira, o engano...
Então, sim, seria um fracasso mais do que anunciado!
Mas os recomeços... têm gosto de Novidade,
De renovação, de transformação.
E como diz a Escritura: "Graças, porém, a Deus, que, em Cristo,
sempre nos conduz em triunfo..." (2 Co 2.14).

A atitude agora é como poetizou Teresa de Ávila a 500 anos:
“Nada te perturbe!
Nada te espante!
Tudo passa! 
Só Deus não muda.
A paciência, por fim, tudo alcança.
Quem a Deus tem, nada lhe falta, só Deus lhe basta”.

Finalmente fico com Davi: “Ainda que eu andasse
pelo vale da sombra da morte não temeria mal algum,
porque Tu estás comigo (Sl 23:4). 

E, na peregrinação, utilizamos três armas (para vencermos as tentações e os possíveis vacilos diários): Confiar em DeusUsar as Escrituras e Resistir ao diaboAssim como fez  Jesus.

                                          Sergio Bucco - Candói, 20/04/15.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

MENOS ÓDIO POR FAVOR

Contra o Preconceito! Pessoal, não resisti e acabei fazendo esse gráfico! 
Quem quiser/puder ajudar a compartilhar, agradeço muito!




(A imagem em tamanho maior está no meu blog: AQUI . O servidor do blog está com problemas devido à quantidade enorme de acessos).

       Devido ao enxame de declarações preconceituosas vergonhosas que invadiu o Facebook depois de apurados os votos, acho bom as pessoas terem em mente que não apenas estão propagando um discurso de ódio tacanho e lastimável, como ainda estão com uma visão completamente equivocada da realidade deste país!

         Os gráficos que foram veiculados distorcem o cenário eleitoral: dezenas de milhões de nordestinos não votaram na Dilma, dezenas de milhões do sudeste não votaram no Aécio! Não adianta ficar propagando ódio contra esse ou aquele grupo, venceu quem teve o maior número de votos ENTRE 144 MILHÕES DE ELEITORES.

        Qualquer generalização de gênero, cor e classe social não vai conseguir dar conta de tudo isso, então façam o favor de parar de instilar veneno e preconceito!!!! Ninguém é obrigado a continuar ouvindo isso!

(¹- https://www.facebook.com/conti.thomas?fref=photo).

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

I TECENDO REDES - ENCONTRO PARANAENSE DE POVOS TRADICIONAIS


Durante o evento o Estagiário Leonardo Campos apresentou seu poema:

VER - SUS

Vermelho, verde, verdadeiro...
Ver é olhar, sentir, distrair,
Verdadeiramente analisar a situação
De tensão e tesão...

Verde da semente, da folha, do mate...
Dos campos que brandem a resistêntência
Vermelho da luta, da garra, do sangue
De um processo de mudança constante.

Ver o saber se transformar
Quando a mente estala de repente
Versusiano sente na pele
E na pele da gente a gente sente
Que a revolução está presente!

        Passamos um dia como um sonho maravilhoso. Participamos com universitários de diversas regiões do Brasil, entre faxinalenses e quilombolas, juntamente com segmentos diversos que os compõem. Cerca de 30 jovens universitários das mais diferentes áreas, como Psicologia, Educação Física, Medicina, Políticas públicas, Educação do Campo, Fisioterapia (dentre outras) trabalharam como estagiários através do Programa VER SUS em três Municípios, Prudentópolis, Irati e Castro, entre as Comuidades Faxinalenses (Agroecologistas, etc) e Quilombolas.
                  Ao meio dia saboreamos pratos da região com base em alimentos agroecológicos produzidos nos Faxinais e em suas agroindústrias.
























































       Obs.: retornarei a esta matéria para complementar com imagens fantásticas deste dia!.